Partilhar

Como fazer a dieta da zona

Por Samanta Fluture. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como fazer a dieta da zona

A dieta da zona se tornou extremamente popular a partir de uma série de livros escrita por Barry Sears, um bioquímico que ajudou muitas pessoas a perder uma quantidade significativa de peso através de seus métodos que encorajam o consumo de carboidratos, proteínas e gorduras em proporções específicas a cada refeição (no caso, 40:30:30 respectivamente).

Como resultado, a dieta criará uma situação no seu corpo onde seus níveis de insulina não ficarão muito altos nem muito baixos, e seus hormônios estarão equilibrados. É considerada uma dieta não muito restritiva e que faz bem para a saúde.

Para que você aprenda a fazer a dieta da zona e tenha bons resultados, siga nossas dicas abaixo e atinja seu peso ideal de forma saudável.

Também lhe pode interessar: Como fazer a dieta da água

Equilibrando as calorias do seu corpo

Um dos objetivos da dieta da zona é equilibrar as calorias do seu corpo de forma balanceada e de maneira que ele não armazene tais excessos em forma de gordura. Segundo a dieta, o corpo não pode armazenar e queimar gordura ao mesmo tempo. Por isso, é importante manter o corpo em movimento e o metabolismo funcionando bem, para que haja sempre queima de gordura durante o processo. Afinal, o armazenamento de calorias como gordura resultado nas gorduras localizadas indesejáveis, além de inchaço e barriga.

Baixando o nível de insulina para queimar gordura

A insulina é o hormônio principal tratado na dieta da zona. Conseguir o equilíbrio correto da quantidade de insulina no corpo é a chave para queimar gordura em vez de armazená-la. Para isso, a dieta da zona foca em acelerar seu metabolismo para que seu corpo se acostume a eliminar as gorduras. Ou seja, uma vez que seu corpo alcance o equilíbrio hormonal com uma alimentação balanceada, seu organismo irá acelerar seu metabolismo, o que fará com que ele queime gorduras de forma mais rápida.

Comendo carboidratos com moderação

A dieta da zona não restringe a ingestão de carboidratos durante seu processo. No lugar, dá ênfase ao consumo moderado para que haja equilíbrio hormonal e, então, se perca peso de forma saudável. Assim, se você é amante de carboidratos e não consegue seguir nenhuma dieta que restringe esses alimentos, a dieta da zona é a ideal para você!

Alto consumo de proteínas

Para os vegetarianos e veganos, a dieta da zona pode não ser a melhor opção, pois há um alto consumo de proteínas em forma de carnes. Segundo a teoria da dieta, não é possível fazer o corpo funcionar em boa capacidade, com metabolismo rápido e hormônios equilibrados sem a ingestão da quantidade correta de proteínas.

O cardápio da dieta da zona

Para seguir a dieta de forma correta, você deverá consumir 40% de suas calorias em carboidratos, 30% em proteínas e 30% em gorduras. Desta forma equilibrada, você não apenas facilitará o processo de perda de peso como também ajudará a controlar os sintomas de diabetes. Como dissemos acima, não se preocupe com a lista de alimentos sugeridos no cardápio desta dieta. Provavelmente, você encontrará seus preferidos nesta lista, o que lhe motivará a continuar no processo de perda de peso.

Os alimentos permitidos na dieta da zona são: carne vermelha, macarrão, tofu (ótima fonte de proteína se você não comer carne), vegetais, frutas (evite banana e laranja, por terem alto teor calórico) e proteínas magras (frango, peru, clara de ovo, peixe).

A dica é controlar o tamanho das porções e optar por versões orgânicas, integrais, com fibras e molhos e temperos light, para que você fique dentro das calorias permitidas sem passar vontade e fome. A dieta da zona é ótima para quem não abre mão de comer os pratos preferidos, pois é uma das menos restritivas. Ela foi feita para que você inclua suas necessidades e vontades no cardápio, apenas controlando as calorias. É um programa feito para o estilo de vida moderno.

Como fazer a dieta da zona - O cardápio da dieta da zona

Calorias por refeição

Lembre-se: nenhuma refeição pode passar de 500 calorias. Além disso, é preciso fazer lanches entre as principais refeição, não ficando mais de 3 horas sem comer. Estes lanches não devem exceder 100 calorias.

Por que a dieta da zona dá certo?

Ao comer mais calorias a partir de carboidratos do que de proteínas e gorduras, você estará treinando seu corpo para usar os carboidratos como fonte de energia. Ou seja, o organismo não irá armazená-los como gorduras. Por isso, o equilíbrio hormonal e de calorias é essencial para o sucesso da dieta. Outro fator é que, para a maioria das pessoas, a soma total de calorias por dia a serem consumidas pela dieta da zona é muito menor do que costumam ingerir. Além disso, costumam desequilibrar seus tipos de alimentos, sem pensar em como isso afeta o organismo e, principalmente, o metabolismo.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como fazer a dieta da zona, recomendamos que entre na nossa categoria de Peso e Imagem Corporal.

Escrever comentário sobre Como fazer a dieta da zona

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
suely de Oliveira Rodrigues
SHAMANTA DE MARICA-RJ Site cada vez melhor! Parabens. Esta informação sobre carboidratos, mais uma vez me provou que eu estava errada.Eu pensava que carboidratos de rapida absorção ajudassem, tais como Batata cozida.+azeite. Arroz e pao nao como mais. Eu abuso de frutas o que tambem esta errado. Isto e uma loucura! continuem informando pelo amor de DEus! Tenho que tomar cuidado com estufamento abdominal tenho muito. As pessoas com circunferencias abdominais na altura do estomago, aumentadas, nao e so gordura, nao sao gases tambem.? falem sobre isto por favor.

Como fazer a dieta da zona
1 de 2
Como fazer a dieta da zona

Voltar ao topo da página