Como funciona a abdominoplastia

Como funciona a abdominoplastia
Imagem: drfabiomalzone.wordpress.com

Com a cultura do culto ao corpo em grande ascendência, a busca por uma barriga definida, através da redução estomacal também tem crescido. Com isso, muitas pessoas se submetem à abdominoplastia, que é uma cirurgia plástica destinada a retirar o excesso de pele e gordura localizada, melhorando o aspecto e recuperando a firmeza dos músculos do abdômen, além de - também - melhorar o aspecto de estrias que existirem no local. No entanto, essa cirurgia não é destinada à perda de peso ou ao tratamento da obesidade e, muito menos, irá substituir a prática de atividades físicas. Neste artigo presente em umComo, saiba como funciona a abdominoplastia e quais os critérios para se submeter a ela.

Vai precisar de:

A quem é indicada a cirurgia

Como dito anteriormente, não é qualquer pessoa que pode submeter-se à cirurgia da abdominoplastia. Por exemplo, se você estiver com sobrepeso e lutando contra a obesidade, este não é o momento de fazer a cirurgia. Ela é indicada para pessoas que já tiveram uma perda significativa de peso e aos que tentaram todas as possibilidades para eliminação da gordura localizada na área do abdômen. Apesar de indicada para corrigir a flacidez ocasionada pela gravidez, caso você seja mulher e tenha a pretensão de engravidar, a cirurgia também não é indicada a você.

Tipos de abdominoplastia

Abdominoplastia completa - seu abdômen será cortado e seu umbigo será movido de lugar. Após a cirurgia, é necessário utilizar um dreno por alguns dias após a operação.

Abdominoplastia mini - caso o seu depósito de gordura esteja localizado apenas abaixo do umbigo. É uma cirurgia rápida e o umbigo não é movido.

A abdominoplastia requer sedação local ou anestesia geral, dependendo da área a ser tratada. E pode ser feita junto com outros procedimentos de contorno corporal, como a lipoaspiração.

O que é necessário para o pré-operatório

  1. É possível que o cirurgião indique alguns medicamentos para serem tomados antes e depois da cirurgia;
  2. Para homens e mulheres fumantes, é indispensável a interrupção do fumo - pelo menos - 2 ou 3 semanas antes e após a operação. Uma vez que o tabaco pode retardar a cicatrização da cirurgia ou trazer sérias complicações a ela;
  3. Não faça dietas drásticas para se submeter a cirurgia. Para que não haja complicações, é necessário que mantenha uma alimentação saudável, equilibrada e completa.
  4. O tempo de internação no hospital é de até 24 horas, dependendo da recuperação e da indicação médica.
Imagem: clinicadrcampos.com

O que é necessário no pós-operatório

  1. O uso de uma cinta de compressão por, mais ou menos, 2 meses.
  2. Evite fazer esforços.
  3. É natural a presença de edemas e hematomas no pós-cirúrgico que desaparecerão em dias ou meses. A cirurgia em si deixará uma cicatriz no “pé” da barriga, parecida com a da cesariana - mas um pouco mais espessa.
  4. Precisará manter uma postura curvada por alguns dias, devido à sensibilidade e incômodo no abdômen.
  5. Será preciso, também, realizar algumas sessões de drenagem linfática para evitar o acúmulo de líquido sob a pele.

Quanto custa?

Como cada caso é um caso, você precisará de uma avaliação médica para ter ideia do quanto terá que desembolsar.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como funciona a abdominoplastia, recomendamos que entre na nossa categoria de Peso e Imagem Corporal.