Partilhar

Como funciona a cavitação

Por Sara Viega. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como funciona a cavitação
Imagem: mujerstyle.com

Existe um problema que a maioria das mulheres tem em comum: a gordura localizada. É que esses pneuzinhos ao redor da cintura são muito difíceis de fazer desaparecer, pois geralmente são resistentes às melhores dietas e capazes de acompanhar magras e gordinhas do mesmo jeito. Por esta razão a medicina estética sempre está inovando e oferecendo tratamentos como a cavitação, que promete eliminar a gordura e esconder a celulite. Se estiver pensando em fazer algum tratamento estético, em umComo.com.br explicamos a você como funciona a cavitação.

Também lhe pode interessar: Como funciona a mesoterapia

O que é a cavitação

A cavitação é um tratamento estético para moldar o corpo, eliminar depósitos de gordura e melhorar a aparência da celulite. Uma sessão de cavitação consiste em untar a área a tratar com um gel e passar sobre ela um aparelho muito similar ao de um ultrassom. Este aparelho, ao entrar em contato com a pele libera ondas de baixa frequência que produzem bolhas que penetram nas células de gordura e as rompem.

O verdadeiro procedimento de cavitação começa quando finaliza a sessão, pois ao se romperem as células a gordura se dissipa e é metabolizada pelo sistema linfático, sendo expulsada finalmente pela urina. Por esta razão os efeitos não são instantâneos, é preciso esperar alguns dias após a sessão para ver a mudança.

A cavitação não tem nenhum tipo de risco e após uma sessão a pessoa pode continuar com sua vida normal, já que o procedimento não é invasivo e não requer anestesia para ser realizado. Geralmente uma sessão de cavitação dura uma hora e não causa nenhum tipo de dor, por algum motivo também é conhecida como a lipossução sem cirurgia.

A cavitação pode ser feita em áreas normalmente problemáticas como abdômen, quadris, nádegas, pernas, costas e inclusive papada. O volume de gordura acumulada na área a tratar será o indicador do número de sessões necessárias para melhorar sua aparência, já que quanto mais gordura localizada houver, maior o número de sessões necessárias para obter os resultados desejados.

Como funciona a cavitação - O que é a cavitação
Imagem: epilstudio.com

A cavitação e a celulite

Uma das razões pela quais as mulheres procuram a cavitação é pela melhoria que causa na celulite. Isso é assim porque cada uma das células de gordura que se rompe com a cavitação faz parte de uma espécie de pacote de tecido gorduroso, responsável pela forma redonda e oca da "casca de laranja".

Se a sua preocupação for a celulite, os especialistas recomendam acompanhar a cavitação com massagem de drenagem linfática, que ajudará a que a gordura da célula que rompeu seja metabolizada e eliminada mais rápido pela urina. Além disso, ao massagear a "casca de laranja" rompem-se mais células e a quantidade de gordura eliminada é maior.

A alimentação e a cavitação

A cavitação costuma causar mudanças consideráveis a partir da segunda sessão, no entanto, as pessoas que acompanham este tratamento com um estilo de alimentação saudável, pobre em gorduras, hidratação abundante e poucas farinhas obtêm melhores resultados.

A cavitação não será de grande ajuda se constantemente estiver devolvendo a gordura eliminada ao corpo, por isso o mais recomendável é comer de forma saudável e fazer exercício durante e após o tratamento.

Diga não à cavitação

Esta técnica foi pensada para eliminar a gordura localizada, portanto não é recomendada para pessoas com um índice de obesidade ou de gordura corporal importante. Além disso, mulheres grávidas, pessoas com algum tipo de infecção, com prótese na área a tratar, epilepsia, marcapassos ou com algum problema dermatológico devem se abster de fazer a cavitação.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como funciona a cavitação, recomendamos que entre na nossa categoria de Peso e Imagem Corporal.

Escrever comentário sobre Como funciona a cavitação

O que lhe pareceu o artigo?

Como funciona a cavitação
Imagem: mujerstyle.com
Imagem: epilstudio.com
1 de 2
Como funciona a cavitação

Voltar ao topo da página