Partilhar

Em que consiste a radiofrequência

Por Sara Viega. Atualizado: 20 janeiro 2017
Em que consiste a radiofrequência

Com o passar dos anos a pele vai perdendo firmeza, começam a aparecer as rugas e diminui a produção de colágeno. Na luta contra o envelhecimento precoce existem muitos tratamentos que visam atrasar este processo para poder usufruir por mais tempo de uma pele jovem e firme.

Neste artigo de umComo contamos a você em que consiste a radiofrequência, um tratamento que oferece melhorar o aspecto da pele ao tratar a aparência da celulite e combater a flacidez, oferecendo incríveis resultados que o convertem em um dos melhores avanços da medicina estética.

Também lhe pode interessar: Benefícios da radiofrequência

O que é a radiofrequência

A radiofrequência consiste em aplicar na pele ondas eletromagnéticas que produzem um aquecimento controlado sobre a derme, permitindo modificar a pele e o tecido celular para gerar reações positivas. Utilizam-se dois tipos de radiofrequência: a bipolar e a unipolar. A bipolar atua esquentando superficialmente a pele e a unipolar esquenta tecidos mais profundos da pele, o que oferece a possibilidade de aplicar as ondas em diferentes profundidades da derme segundo a necessidade ou solicitação da pessoa.

Para entender em que consiste a radiofrequência é necessário saber que estas ondas eletromagnéticas se aplicam através de uma cabeça que transmite as ondas e também regula a sua temperatura para evitar o calor excessivo, por isso o tratamento é não invasivo e indolor. No entanto, é necessário que este tratamento seja realizado por especialistas em medicina estética e em um lugar que cumpra com todas as permissões sanitárias.

Em que consiste a radiofrequência - O que é a radiofrequência

Resultados da radiofrequência

Agora que você já sabe o que é a radiofrequência, explicaremos quais são os principais benefícios que este tratamento estético oferece à pele. Depois que as ondas eletromagnéticas são aplicadas na derme, se ativa e estimula a produção de colágeno na pele, o que permite recuperar a firmeza perdida e, portanto, diminuir a flacidez.

Da mesma forma, a radiofrequência também permite que se rompa a cápsula de líquidos e toxinas que envolve a gordura (adipócitos) que forma a celulite, facilitando a drenagem linfática da gordura, sua expulsão, e oferecendo uma notável melhoria na aparência da pele casca de laranja.

E como se ainda fosse pouco, este tratamento estético ainda permite reduzir as medidas da zona tratada e melhorar a circulação (no caso de abdômen e pernas). No rosto, propiciará uma pele mais rejuvenescida e bonita graças à migração de fibroblastos e considera-se ideal para reduzir a papada, melhorar as rugas do contorno de olhos, diminuir as olheiras e esconder a flacidez das sobrancelhas e as pálpebras caídas.

Em que consiste a radiofrequência - Resultados da radiofrequência

Em que consiste uma sessão de radiofrequência

A radiofrequência deve ser realizada em um centro de medicina estética, os quais em geral trabalham com agendamento prévio. No dia agendado, você deverá chegar com o rosto limpo; o especialista avaliará a zona que quer trabalhar e recomendará um número específico de sessões para atingir os seus objetivos. Em geral o número de sessões varia segundo os interesses da pessoa: diminuir rugas, melhorar a flacidez, combater a celulite, reduzir medidas, parecer mais jovem, entre outras.

Na primeira sessão de radiofrequência o especialista marcará as zonas a tratar com um marcador, a seguir aplicará um óleo e depois começará a aplicar a cabeça na derme, o qual realiza movimentos suaves, indolores, que não causam nenhum tipo de lesão nem se precisa anestesia.

Uma vez terminada a sessão, se aplicará um pouco de aloe vera e você poderá ir para casa ou para o trabalho sem nenhum inconveniente e seguir sua vida de forma normal. A única observação que deve ter em conta é que após a sessão, devido à estimulação dos tecidos e o calor aplicado, a pele costuma ficar um pouco vermelha, mas volta à sua normalidade em poucos minutos.

Em geral as sessões de radiofrequência duram 40 minutos e realizam-se a cada duas semanas ou uma vez ao mês, dependendo da avaliação do médico. O melhor de tudo é que após a primeira sessão já podem se observar alguns resultados; no entanto, estes são mais notórios ao fim de dois meses e têm uma duração de até dois anos.

Em que consiste a radiofrequência - Em que consiste uma sessão de radiofrequência

Quem NÃO pode optar pela radiofrequência

A radiofrequência não é recomendável em pessoas com um sobrepeso importante, também naquelas com câncer, implante de colágeno, marca-passos, prótese metálicas, doenças do tecido conectivo, alterações na coagulação, cardiopatia e mulheres grávidas ou em período de amamentação.

A aplicação de radiofrequência não conta com efeitos colaterais graves além da vermelhidão da pele, e é muito raro o aparecimento de sensibilidade, alergias ou irritações dérmicas.

Em que consiste a radiofrequência - Quem NÃO pode optar pela radiofrequência

Se pretende ler mais artigos parecidos a Em que consiste a radiofrequência, recomendamos que entre na nossa categoria de Beleza e Cuidados Pessoais.

Escrever comentário sobre Em que consiste a radiofrequência

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Nilza Marta Cabral Alves
Quanto custa um dermaroller? e onde posso comprá-lo?
Nilza Marta Cabral Alves
A radiofrequência para eliminar papadas e bigode chinês da resultado mesmo? essas duas áreas são feitas em uma mesma sessão ou com o tempo e preço de uma sessão? qual é o valor que se pode considerar justo? em mulher com 48 e 52 anos ainda dará resultado? para tratar bigode chinês e papada?

Em que consiste a radiofrequência
1 de 5
Em que consiste a radiofrequência

Voltar ao topo da página