Causas da queda de cabelo

Queda de cabelo por estresse: sintomas e soluções

 
Juliana Ribeiro
Por Juliana Ribeiro. Atualizado: 12 maio 2023
Queda de cabelo por estresse: sintomas e soluções

Você nota que nos últimos meses perdeu mais cabelo do que o normal? Mais de 50% da população sofre de queda de cabelo em algum momento de suas vidas e as razões podem ser variadas: dieta, certos problemas de saúde, alguns medicamentos, fatores ambientais ou estresse podem desempenhar um papel fundamental no enfraquecimento e perda de cabelo. Hoje, no umCOMO, queremos nos aprofundar um pouco mais na queda dos fios por estresse, uma das principais causas da perda de cabelo. Quer seja por questões familiares, profissionais ou pessoais, o estresse e a ansiedade que enfrentamos diariamente podem afetar negativamente o nosso bem-estar e a nossa saúde. A seguir, contaremos sobre queda de cabelo por estresse: sintomas e soluções.

Também lhe pode interessar: Como evitar a queda de cabelo naturalmente
Índice
  1. Causas da queda de cabelo por estresse
  2. Sintomas de queda de cabelo por estresse
  3. A queda de cabelo devido ao estresse se recupera?
  4. Tratamento para queda de cabelo por estresse

Causas da queda de cabelo por estresse

A perda de cabelo por estresse é muito mais frequente do que parece. As pessoas afetadas costumam ver como perdem uma grande quantidade de cabelo toda vez que se penteiam ou tomam banho, além de encontrar cabelos no travesseiro, no sofá ou no chão. Embora a incidência seja difícil de estimar, a queda de cabelo por estresse é uma das principais consultas em dermatologia e farmácia e representa uma das principais causas de alopecia difusa.

Embora não seja uma condição grave e geralmente seja temporária, o cabelo caindo por estresse pode causar muita preocupação para quem sofre com isso. Mas por que essa condição é dada? Episódios de estresse e ansiedade são os principais fatores que desencadeiam essa condição. Neste artigo explicamos Como combater o estresse.

Tipos de quedas de cabelo por estresse

Como o estresse é uma das principais causas da queda de cabelo, devemos diferenciar o tipo de perda que essa condição pode promover.

  • Estresse psicológico: nos referimos à ansiedade, esgotamento mental ou depressão que podem levar à queda de cabelo devido ao estresse e que muitas pessoas sofrem no seu dia a dia devido ao contexto de trabalho, família, problemas pessoais ou mudanças repentinas. Da mesma forma, estresse pós-traumático ou transtorno bipolar também podem aumentar os episódios de queda. Essas condições geralmente são subdiagnosticadas, portanto, a perda de cabelo, nesses casos, pode ser prolongada e se intensificar com o tempo.
  • Estresse orgânico: o estresse orgânico está relacionado a doenças como lúpus ou processos tumorais, além de grandes cirurgias ou traumas graves.

Quer a perda seja causada por estresse psicológico ou estresse orgânico, a principal causa é o cortisol, um hormônio que tem efeito direto nos órgãos e tecidos do corpo e que pode nos ajudar a combater o estresse e as infecções. No caso de um quadro de ansiedade ou tensão, os níveis de cortisol serão mais elevados e contínuos, o que causará um excesso de inflamação que altera diretamente o ciclo de vida do cabelo.

Sintomas de queda de cabelo por estresse

Agora que você já sabe qual é a condição da queda de cabelo por estresse, é importante saber reconhecer os sinais que indicam que você está sofrendo com esse tipo de queda e assim poder ir ao médico para tratar da saúde capilar. Os principais sintomas são:

  • Queda de cabelo repentina.
  • Estar imerso em uma situação estressante ou um grande trauma que está ligado sua saúde.
  • Ver o travesseiro cheio de cabelos, fios na escova ou o ralo do box entupido.

Além disso, o estresse costuma trazer consigo os seguintes sintomas: memória fraca, dores de cabeça, falta de energia ou concentração, cansaço, nervosismo, taquicardia, rigidez de nuca ou mandíbula, problemas sexuais, diarreia...

Embora esses sinais sejam facilmente reconhecíveis, às vezes podem ser mais difíceis de identificar, dependendo da relação entre estresse e queda de cabelo. Nesse sentido, existem três padrões pelos quais a alopecia nervosa se manifesta:

  • Eflúvio telógeno: é o mais comum e consiste na alteração do ciclo de crescimento do cabelo. Quando ocorre essa alteração, a pessoa entra repentinamente na fase telógena ou de queda, então a perda aumenta.
  • Tricotilomania: é a alteração psicológica que ocorre em quem sofre de distúrbios compulsivos de puxar ou arrancar os cabelos e está relacionada ao estresse, solidão, ansiedade ou depressão.
  • Alopecia areata: é a alteração do sistema imunológico que ataca os folículos e impede seu crescimento, é produzida pelo estresse orgânico.

Você pode estar interessado em ler este artigo sobre Por que meu cabelo cai.

Queda de cabelo por estresse: sintomas e soluções - Sintomas de queda de cabelo por estresse

A queda de cabelo devido ao estresse se recupera?

A queda de cabelo por estresse costuma ser um problema temporário e reversível. Geralmente, a forma de acabar com essa crise é eliminar o foco principal que está causando a queda, ou seja, o estresse. A ideia é nivelar a ansiedade para estabilizar os níveis de cortisol e recuperar o ciclo normal de crescimento do cabelo. No entanto, como nem todas as pessoas enfrentam o estresse ou a ansiedade da mesma maneira ou os sintomas podem variar, recomendamos que você consulte um médico caso perceba uma queda de cabelo mais forte do que o normal, para diagnosticar o problema, identificar as causas específicas de tê-la acionado e ser capaz de resolver o problema de forma rápida, adequada e eficaz.

Tratamento para queda de cabelo por estresse

Além das recomendações médicas ou tratamentos específicos, existem medidas adicionais que podem ajudar a reduzir o nível de estresse e, assim, favorecer a recuperação da saúde do cabelo.

Meditação, mindfulness e respiração

Praticar a respiração consciente ou meditar pode atenuar o quadro de estresse que está sentindo. Você pode se conscientizar e tentar cessar suas preocupações, ajudando com técnicas de respiração que lhe permitirão controlar seus nervos. Aqui ensinamos Como fazer meditação mindfulness.

Estimular o couro cabeludo

A estimulação do couro cabeludo pode ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo para a área, estimulando assim os folículos pilosos para que o cabelo cresça melhor e mais rápido. Tente massagear o couro cabeludo com óleos capilares para conseguir isso. Neste artigo explicamos Como hidratar o couro cabeludo.

Dieta equilibrada

Como mencionamos, a alimentação também é essencial para cuidar da saúde do cabelo. Ter uma dieta saudável e equilibrada é essencial para evitar a perda de cabelo. Você precisa certificar-se de que está recebendo nutrientes como vitamina D, zinco ou ferro. Recomendamos este artigo sobre Alimentos ricos em zinco.

Faça atividades diárias que reduzam o estresse

Praticar atividades que façam você se sentir bem, que ajudem a evitar problemas ou que possam reduzir os níveis de estresse, vão te ajudar a equilibrar os níveis de cortisol.

Ambiente positivo

Cercar-se de um ambiente positivo permitirá que você se sinta melhor e, consequentemente, reduza seu nível de ansiedade. Ambientes sujos, bagunçados, barulhentos e poluídos afetam diretamente nossa saúde mental e, consequentemente, podem potencializar nossos padrões de estresse. É importante organizar os espaços de trabalho e lazer para manter a calma.

Libere a tensão

Aprender a liberar a tensão é essencial para recuperar os níveis corretos de cortisol. Para fazer isso, você deve reconhecer quando seu corpo está estressado. Recomendamos que você realize exercícios de tensão e distensão muscular para reduzir a tensão e relaxar o corpo e a mente.

Tratamento de luz de baixa intensidade

A queratina é uma proteína chave quando se trata da saúde do cabelo, por isso devemos promover sua produção para evitar que o cabelo enfraqueça e caia em uma situação específica de estresse. Nesse sentido, existem tratamentos de luz de baixa intensidade que, ao penetrar na pele, estimulam as células a aumentar a produção de proteínas.

Tratamento com plasma rico em plaquetas

O tratamento com plasma rico em plaquetas, também chamado de PRP, é usado para estimular o crescimento do cabelo. Se o médico julgar conveniente, realize-o. A ideia é colher uma amostra de sangue, centrifugá-la para separar as plaquetas do plasma e injetá-la no couro cabeludo para estimular o crescimento de novos cabelos. Os resultados geralmente são visíveis após um ano de tratamento.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Queda de cabelo por estresse: sintomas e soluções, recomendamos que entre na nossa categoria de Beleza e Cuidados Pessoais.

Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 2
Queda de cabelo por estresse: sintomas e soluções