Partilhar
Partilhar em:

Benefícios do óxido de zinco para a pele

Benefícios do óxido de zinco para a pele

Conhece o óxido de zinco e os seus efeitos para a pele? É um composto químico que costuma ser usado para fabricar plásticos e produtos têxteis, entre outras coisas. Contudo, também pode ser muito benéfico para cuidar da saúde da derme e, por isso, é facilmente encontrado em produtos usados em tratamentos médicos e cosméticos. Na verdade, é um dos componentes mais habituais nos produtos de proteção solar e também em medicamentos usados para tratar patologias cutâneas.

Se quer conhecer tudo o que este elemento pode fazer pela sua derme e como pode usá-lo para beneficiar das suas propriedades, não hesite em ler este artigo do umCOMO onde contamos tudo sobre os benefícios do óxido de zinco para a pele.

Também lhe pode interessar: Benefícios do gengibre para a pele

Principais benefícios do óxido de zinco para a pele

A fórmula do óxido de zinco é ZnO. É de cor branca e é pouco solúvel em água mas é solúvel em álcool, ácidos e álcalis e, além disso, pode ser encontrado em pó. O zinco é um mineral essencial que está presente em quase todas as células do organismo, uma vez que participa ativamente no seu desenvolvimento, manutenção e reparação através da síntese de colágeno e de proteínas. Além disso, é um mineral necessário nas diferentes camadas da pele.

Se você se está perguntando para que serve, preste atenção aos principais benefícios do óxido de zinco para a pele:

  • Antisséptico
  • Adstringente
  • Desodorizante
  • Protetor
  • Regulador de sebo
  • Anti-inflamatório

Nas seguintes linhas, explicamos com detalhe quais são os usos e benefícios deste mineral na nossa pele.

Proteção solar

Como indicado antes, o uso do óxido de zinco no protetor solar é muito frequente, uma vez que se trata de um dos ingredientes mais eficazes e seguros para proteger a derme dos efeitos negativos dos UV ou raios ultravioleta. Dessa forma, prevenimos o envelhecimento prematuro da derme, a desidratação e dos danos no tecido que aumentam o risco de câncer de pele.

Este mineral adere à superfície da pele facilmente, formando uma película ou capa fina que isola as distintas camadas cutâneas dos efeitos de fatores externos prejudiciais, protegendo-a.

É vital que, para promover o bom funcionamento destes produtos, você aplique o protetor solar pelo menos meia hora antes da exposição solar e que, cada duas horas, volte a aplicar, especialmente se esteve na água ou se usou uma toalha para secar a pele, removendo o produto.

Ideal para a higiene pessoal

Como é um material absorvente, desodorizante, secante e adstringente, é perfeito para cuidar da saúde dos pés e evitar o mau odor e patologias dos mesmos, uma vez que evita o suor excessivo, a proliferação de bactérias e fungos, além de fechar os poros. Para isso, existem produtos específicos como talcos que contêm este componente.

Do mesmo jeito, é muito eficaz para prevenir e evitar o suor excessivo e o mau odor nas axilas, evitando também problemas secundários provocados por bactérias. Alguns desodorizantes comerciais incluem este ingrediente na sua fórmula, mas também pode encontrá-lo sob o formato de talco para axilas.

A sua capacidade para combater as bactérias e os fungos provem do fato de a maioria das suas propriedades fazerem com que o ambiente da derme não seja adequado para a sobrevivência destes micro-organismos.

O óxido de zinco possui propriedades cosméticas e, por isso, existem também diversos produtos cosméticos como cremes e loções que contêm este elemento químico. isso acontece porque a substância possui uma ação adstringente, reguladora de sebo e protetora excepcionais. Também é muito usado nos produtos anti-idade pois contribui para a regeneração da derme e possui efeito antirrugas, ajudando a melhor a elasticidade e firmeza da pele.

Assim, é possível encontrá-lo em produtos que mantêm a saúde e beleza da pele no geral, mas também em alguns produtos específicos para tratar problemas como o acne. Além disso, o óleo de zinco também pode ser usado para clarear a pele e remover manchas. Por todos estes motivos, é fácil ver que o zinco é um mineral muito adequado para cuidar da nossa higiene pessoal.

Tratar problemas de pele

Também é muito frequente ver este componente em produtos médicos específicos para tratar problemas cutâneos como os surtos de acne e condições inflamatórias irritantes, evitando o aparecimento de infecções e melhorando esses problemas.

Por esse motivo, é usado para tratar feridas, irritações, queimaduras e pele gretada, reduzindo também os incômodos que provocam. Na verdade, um dos sintomas da deficiência deste mineral no nosso corpo é a cicatrização mais lenta do que habitual. Assim, quando aplicamos os talcos ou outros produtos com óxido de zinco estamos fornecendo a quantidade extra que a pele necessita para regenerar melhor e com mais rapidez, evitando complicações.

Além disso, o seu efeito anti-inflamatório e antisséptico é bom para tratar as picaduras de insetos, prevenindo que piquem demasiado, desinflamando e mantendo a área afetada limpa.

Para cuidar da pele dos bebês

Também é habitual encontrar óxido de zinco no creme para bebês. Isso acontece porque, entre os benefícios do óxido de zinco para a pele, encontramos a sua eficácia para curar a dermatite provocada pela fralda, existindo produtos adequados para o uso da pele dos mais pequenos. Também costumam conter mais ingredientes como vitaminas A, E, e D e lanolina, que ajudam a suavizar e regenerar a derme. Não só são usados para a zona afetada pela dermatite de fralda, mas também podem ser usados em qualquer parte do corpo em que o bebê ganhe uma irritação, inflamação ou vermelhidão.

É importante aplicar estas pomadas, cremes e loções para os mais pequenos cada vez que se muda a fralda, além de limpar bem a zona enquanto e seguir as indicações do pediatra para tratar o problema.

Como utilizar o óxido de zinco na pele

O modo de uso deste químico depende totalmente do objetivo que você procura. Assim, o melhor é adquirir o produto indicado pelo médico para tratar um problema cutâneo, escolher um protetor solar recomendado pelo farmacêutico ou um creme com óxido de zinco para bebês indicado pelo pediatra. Desse jeito vai assegurar que são produtos adequados para cada caso e que o uso desta substância é seguro.

Você deve seguir as instruções do produto que adquiriu e seguir essas recomendações para aplicá-lo:

  1. Lave muito bem a zona afetada com sabão neutro e água abundante e deixe secar suavemente com uma toalha limpa.
  2. Use a dose indicada no rótulo da embalagem e espalhe bem o creme por toda a pele a tratar, assegurando que fica completamente coberta por uma camada fina.
  3. Deixe esta parte do corpo ao ar livre o máximo de tempo possível para promover uma absorção ótima.

Ainda assim, pode comprar óxido de zinco sob o formato de talcos na farmácia para usar diretamente sobre a pele, seguindo sempre as instruções de uso para controlar a dose e a frequência de uso. Contudo, nem todos os estabelecimentos têm e, dependendo da cidade, você pode encontrá-los mais facilmente ou não.

O ideal é que você siga os conselhos do seu médico ou pediatra para usar este elemento químico na pele quando for necessário e aproveitar os benefícios do óxido de zinco para a pele.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Benefícios do óxido de zinco para a pele, recomendamos que entre na nossa categoria de Beleza e Cuidados Pessoais.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Benefícios do óxido de zinco para a pele

O que lhe pareceu o artigo?

Benefícios do óxido de zinco para a pele
1 de 5
Benefícios do óxido de zinco para a pele