Partilhar

Quais são os tipos de peeling

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Quais são os tipos de peeling

O peeling é uma técnica muito inovadora que se utiliza em algumas pessoas que apresentam um envelhecimento fisiológico, mas nos últimos anos vem sendo utilizado também para combater as manchas na pele e a acne. Além disso, você pode utilizar a técnica do peeling para fazer com que a pele pareça mais firme e iluminada, isto é, com um objetivo estético. Antes de explicar quais são os tipos de peeling a você, devemos dizer que não deve usar nenhum peeling com uma intensidade forte a não ser que seu dermatologista assim o recomende. O peeling não deve ser feito em grávidas, mulheres em período de lactância, em crianças ou adolescentes. É sempre recomendável que o peeling seja supervisionado por um especialista.

Peelings de média intensidade TCA

Este tipo de Peeling tem sido recomendado porque apresenta resultados mais duradouros que os outros tipos de Peeling. Você deve ter em conta que o peeling TCA de média intensidade se realiza durante alguns minutos, depois a pele fica vermelha e em poucos dias já começa a apresentar melhoras.

Quais são os tipos de peeling - Peelings de média intensidade TCA

Peelings com ácidos alfa e beta hidróxidos

Os ácidos usados neste Peeling são: ácido glicólico, ácido salicílico e outros. A intensidade destes peelings varia de acordo com a concentração que se use. Geralmente recomenda-se utilizar entre 30 e 70%.

Peelings profundos com Fenol

O peeling químico, é o tipo de Peeling mais profundo, e o que apresenta melhor resultado, mas também é o mais perigoso se não for realizado de forma correta. Este tipo de peeling deve ser realizado sempre por profissionais de medicina experientes e constitui a melhor alternativa de tratamento em pacientes com rugas profundas, envelhecimento solar, mancha solar ou senil. O fenol e o ácido tricloroacético são os agentes que comumente se usam para este propósito.

Quais são os tipos de peeling - Peelings profundos com Fenol

Peeling mecânico

Este tipo de peeling realiza-se mediante a abrasão mecânica através de minúsculas partículas de pedras ou cristais.

Peeling químico

O peeling químico é um tratamento não cirúrgico, cujo efeito imediato consiste na eliminação de uma parte da cútis mais ou menos profunda, segundo o tipo de ácido utilizado, bem como um efeito tardio de regeneração da pele, renovando a matriz dérmica e eliminando determinados defeitos estéticos como manchas, rugas, etc. Quais são os aspectos mais vantajosos do peeling químico e que o fazem uma das melhores opções para se fazer:

  • Pode fazê-lo durante todo o ano, em qualquer tipo de pele e em qualquer parte do corpo.
  • Não precisa de anestesia geral nem de internamento em clínica.
  • Uma cútis mais iluminada, uniforme, compacta e elástica.

Peeling com laser CO2

Este tipo de laser fracionado provoca uma erosão nas camadas da epiderme que acarreta uma regeneração do colágeno com o consequente rejuvenescimento da pele. É uma técnica que destrói as camadas mais externas da pele, retira machucados que você possa ter frutos do sol, da acne, etc.

Peeling com laser ultra-sônico

Novo sistema de limpeza e higiene facial com regeneração celular (ultra-sônica) que atua em profundidade mediante vibrações ultrassônicas deixando um acabamento perfeito.

Quais são os tipos de peeling - Peeling com laser ultra-sônico

Zonas para fazer um peeling

Na maioria dos casos os peelings realizam-se no rosto porque é a zona que mais interessa, no entanto, podem ser aplicados nos braços, pescoço, parte superior das mãos, pernas ou costas.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Quais são os tipos de peeling, recomendamos que entre na nossa categoria de Beleza e Cuidados Pessoais.

Escrever comentário sobre Quais são os tipos de peeling

O que lhe pareceu o artigo?

Quais são os tipos de peeling
1 de 4
Quais são os tipos de peeling

Voltar ao topo da página