Partilhar

Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha

 
Por Yasmin Fonseca. 22 maio 2019
Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha

Os piercings são adornos bastante usados há muito tempo, aparecendo em civilizações antigas em diversos continentes, é possível encontrar indícios do uso de piercings até mesmo por faraós do Antigo Egito.[1] Por legais que os piercings possam ser, também podem causar diversos problemas durante o processo de cicatrização e, quando não bem cuidados, podem levar à inflamações que exigem a remoção da joia. Se você colocou ou pretende colocar um piercing e quer saber como cuidar de piercing na cartilagem da orelha, leia esse artigo do umCOMO!l

Também lhe pode interessar: Como curar bem um piercing na orelha

Cuidados com piercing na orelha

Após fazer um furo na cartilagem, é necessário ter alguns cuidados visando a boa cicatrização. Os principais cuidados com piercing na cartilagem são:

  • Higienização: para evitar inflamações e infecções, é necessário manter a região do piercing recém-feito sempre limpa. Lave a perfuração com água corrente e sabão neutro, após, seque.
  • Uso de antisséptico: os antissépticos são essenciais para eliminar bactérias causadoras de infecções, por isso, seu uso não pode ser deixado de lado. Aplique o produto sempre após lavar a região.
  • Alimentação: existem alimentos que dificultam a cicatrização, aumentando a probabilidade de inflamações. O segredo para manter uma boa alimentação durante o processo de cicatrização de piercings é comer alimentos saudáveis com baixa quantidade de gordura. Para ideias do que comer nesse período, dê uma olhada no artigo sobre o que comer e não comer quando se fura a orelha.

Fazer furo na cartilagem da orelha não é perigoso, desde que o procedimento seja realizado de forma higiênica e por um profissional qualificado, além disso, todos os cuidados acima são necessários para uma boa cicatrização. O tempo de cicatrização de piercings na cartilagem das orelhas é de 6 até 12 semanas[1].

Tipos de piercing na orelha

Os piercings na orelha podem ser dos mais diversos. Veja abaixo uma lista das possibilidades:

  • Lóbulo: os piercings no lóbulo são aqueles mais usados e que geralmente chamamos de "brinco" e que ficam na parte inferior das orelhas. Tais piercings já foram sinônimo de alto status social[2].
  • Transversal: como o nome indica, o piercing na cartilagem transversal é aquele que atravessa a orelha por meio de dois furos. São colocados na cartilagem superior da orelha normalmente em posição horizontal e a joia possui o formato de uma barra.
  • Tragus: localizado na cartilagem projetada para fora e acima do lóbulo, os brincos para cartilagem do tipo podem ter formato de bolinha ou de argola.
  • Hélix: dentre os piercings para a cartilagem da orelha encontramos o hélix, que fica localizado na cartilagem "voltinha" da orelha, podendo ser colocado em diversas alturas diferentes e usualmente que tem usualmente formato de argola.
Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha - Tipos de piercing na orelha

Sintomas de piercing na cartilagem inflamado

É fundamental cuidar do piercing na cartilagem para evitar problema. As inflamações são mecanismos de defesa do corpo[3]e podem ocorrer tanto pela agressividade do furo causado pelo piercing quanto por uma rejeição do corpo ao novo objeto. De forma geral, os sintomas de inflamação são bastante genéticos e, na cartilagem, podem ser percebidos por:

  • Vermelhidão: o aumento da circulação de sangue em regiões inflamadas causa vermelhidão;
  • Inchaço: piercing na cartilagem da orelha inchado é sinal de inflamação. Tanto os fluídos produzidos em uma inflamação quanto o sangue circulando causam inchaço na região.
  • Dor: o furo na cartilagem dói para fazer, mas a tendência é que após a realização do furo a dor seja amena. A dor é uma forma do corpo nos avisar que algo não está bem, em casos de inflamação é o primeiro sintoma a ser percebido.
  • Calor: também em razão do grande fluxo sanguíneo em áreas inflamadas, é normal sentir a pele quente.

Em caso de inflamação, é necessário redobrar o cuidado com a higienização do local onde foi feito o piercing, o uso temporário de anti-inflamatórios é uma possibilidade. Caso você repare que a inflamação não está melhorando, é recomendável retornar ao local onde faz o piercing para que seja analisada a situação.

Se houver uma inflamação grave, é necessária a análise de um médico para avaliar a possibilidade e necessidade de remoção da joia. Exceto em casos nos quais o corpo rejeitou o piercing, é possível recolocá-lo após o fim da inflamação, o furo na cartilagem da orelha fecha mas não é algo que acontece em dias, sendo assim, não será necessário refazê-lo.

Veja também: Como saber se um piercing está infectado.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha, recomendamos que entre na nossa categoria de Beleza e Cuidados Pessoais.

Referências
  1. BERTRAND, B. Les complications du piercing à propos de deux cas. Disponível em: http://docnum.univ-lorraine.fr/public/SCDMED_T_2006_BERTRAND_BETTINA.pdf. Acesso em: 19/05/2019.
  2. SALMANDJEE, Y. Piercings et tatouages. Eyrolles Pratique, 2003. Disponível em: https://www.eyrolles.com/Chapitres/9782708135086/chap1_Salmandjee.pdf. Acesso em: 19/05/2019.
  3. BECHARA, G.H. SZABÓ, M. P. J. Processo inflamatório: alterações vasculares e mediação química. Disponível em: http://www.fcav.unesp.br/Home/departamentos/patologia/GERVASIOHENRIQUEBECHARA/inflam_aspectosvasculares2006.pdf. Acesso em: 19/05/2019.

Escrever comentário sobre Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha

O que lhe pareceu o artigo?

Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha
1 de 2
Como cuidar de piercing na cartilagem da orelha

Voltar ao topo da página